Parceria entre CRF, Hospital Anis Rassi e Auditoria Fiscal promove live sobre Farmácia Hospitalar

O Conselho Regional de Farmácia do Estado de Goiás, em parceria com o Hospital do Coração  Anis Rassi e com a Superintendência Regional do Trabalho de Goiás (SRT-GO), oferta palestra sobre “Gestão, Realidade e Plano de Contingência da Farmácia Hospitalar“. O evento é gratuito e acontecerá no dia 24 de julho, às 19hrs, trasmitido ao vivo pelo canal do CRF-GO no YouTube. 

A live contará com a participação da presidente do Conselho, Lorena Baía, da coordenadora de Farmácia Hospitalar do Hospital Anis Rassi, Larisse Marques de Andrade, que também é membro do Grupo de Trabalho em Farmácia Hospitalar do CRF-GO e da auditora fiscal do trabalho e coordenadora das auditorias do trabalho nos estabelecimentos de saúde da SRTE-GO, Jacqueline Carrijo. A palestra será ministrada pelo Dr. Raimundo Nonato Diniz, diretor-técnico do Hospital Aniss Rassi e consultor médico do Hospital Sírio Libanês. Participantes poderão interagir com os palestrantes por meio do chat ao vivo, durante o evento.

Sobre a palestra

O tema da palestra é a resposta dos serviços farmacêuticos hospitalares para a segurança dos trabalhadores, pacientes, meio ambiente frente à pandemia. A segurança da equipe médica, da enfermagem, dos pacientes depende de avaliações e decisões técnicas conjuntas para reduzir os impactos da pandemia nas rotinas, nos processos de trabalho dos hospitais. O momento exige o Plano de Contingência para a Farmácia Hospitalar.

A sobrecarga de trabalho dos profissionais de saúde aumenta quando a unidade de saúde não possui farmacêutcos na equipe multidisciplinar para decidir com segurança o protocolo clínico dos medicamentos necessários para COVID 19 que deve estar em desenvolvimento no Plano de Contingência. A ausência de farmacêuticos na composição das equipes (SCIH, NSP, SESMT, PGRSS)  prejudicada a análise técnica de interpretação dos cenários para a definição de substituições, trocas, procedimentos de adminsitração de medicamentos; prejudica a criação, desempenho dos protocolos clínicos da farmácia hospitalar.  

O evento quer abrir o diálogo sobre a importância das equipes multidisciplinares, da profissionalização da gestão e dos processos de trabalho; da integração dos trabalhadores das diversas categorias profissionais com os serviços farmacêuticos na busca de decisões, protocolos  que reduzam a carga de trabalho, o sofrimento profissional do profissional de saúde. 
 

Adicionar um comentário

Nome*
Telefone*
Email*
Comentário
 
CRF-GO | FALE COM A PRESIDENTE